SBACV-RJ

602ª Reunião Científica – Simpósio debate segurança do paciente em Cirurgia Vascular

A 602ª Reunião Científica da SBACV-RJ, última realizada em 2019, promoveu o II Simpósio de Segurança do Paciente em Cirurgia Vascular para Prevenção de Óbitos e Eventos Adversos, no dia 30 de novembro, no Colégio Brasileiro de Cirurgiões (CBC).

A palestra de abertura foi realizada pela Dra. Angela Maria Eugenio, médica do ICES/UFRJ, que abordou o tema “A segurança do paciente na cirurgia vascular no Estado do Rio de Janeiro”.

Em seguida, o simpósio teve a participação de um convidado estrangeiro, o Dr. Carlos Aibar Remón, médico e Professor Titular da Universidade de Zaragoza, que apresentou a palestra “Panorama Internacional – A prevenção de eventos adversos: podemos aprender com os erros? Cultura e clima de segurança do paciente em cirurgia. Prioridades de pesquisa em segurança do paciente cirúrgico”. A mesa teve como moderadores o Dr. Savino Gasparini Neto, Presidente do Colégio Brasileiro de Cirurgiões, e a Dra. Angela Maria Eugenio. Os debatedores foram os Drs. Arno von Ristow, 2º Vice-Presidente da SBACV-RJ, Dra. Monica Martins, médica e Pesquisadora Titular da ENSP/Fiocruz, e  Victor Grabois, Presidente da Sociedade Brasileira para a Qualidade do Cuidado e Segurança do Paciente (SOBRASP).

“A cultura de segurança – Indicadores de mortalidade na Cirurgia Vascular no Brasil e Rio de Janeiro” foi o assunto abordado na primeira mesa-redonda, que teve como moderadores os Drs. Luiz Alexandre Essinger, médico, da Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro, e Roberto Cury Pedrosa, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

A primeira palestra da mesa foi apresentada pelo Dr. Luiz Antônio Diego, Diretor da SOBRASP, que falou sobre “A cultura de segurança do paciente como alternativa para reduzir óbitos e EA – Determinação da OMS e do MS. Check-list de Cirurgia Segura. Anestesia segura”. A Dr. Angela Maria Eugenio ministrou a segunda palestra “Indicadores de óbito e causas de morte no Estado do Rio de Janeiro. Pesquisa, inovação em serviços e melhoria do acesso aos tratamentos para promover a segurança e reduzir óbitos e eventos adversos em Cirurgia Vascular”.

Ainda durante a primeira mesa, foram abordados os temas “Fatores de risco e mortalidade cardiovascular em Cirurgia Vascular”, pelo Dr. Túlio Pinto Navarro, da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG); “Avaliação pré-operatória: abordagem multidisciplinar para a redução de eventos adversos e óbitos no intra e pós-operatório em Cirurgia Vascular”, pelo Dr. Ricardo Coelho, médico anestesiologista, membro da Sociedade Brasileira de Anestesiologia (SBA); e “A influência do acesso ao tratamento de doenças vasculares periféricas no desfecho dos pacientes no Estado do Rio de Janeiro”, pela Dra. Michele Lopes Fagundes Nascimento, da Secretaria de Estado de Saúde do RJ. Os debatedores convidados para a mesa foram a Dra. Cláudia Lunardi, da Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro, e o Dr. Jakson Caiafa, membro da SBACV-RJ.

“Experiência educacional na formação de residentes em segurança do paciente em Cirurgia Vascular/ A aplicação da checkList de cirurgia segura sob coordenação do cirurgião vascular no Estado do Rio de Janeiro” foi o tema da segunda mesa-redonda, que teve a participação como moderadores os Drs. Eugenio Carlos de Almeida Tinoco,  da Faculdade Medicina de Itaperuna/HSJA, e Celso Luiz Muhlethaler Chouin, do Hospital Universitário Antonio Pedro (UFF). As palestras foram apresentadas pelos Drs. Jaffer Tardim Caderelli, médico R3 em Cirurgia Vascular do Hospital São José do Avaí – Itaperuna; Matheus Valle Maron Suhett, médico R1 em Cirurgia Vascular Hospital Universitário Antonio Pedro/UFF – Niterói; e Lucas Hashimoto, médico pós-graduando em Cirurgia Vascular da PUC-Rio – Rio de Janeiro. Os debatedores foram os Drs. Mauro Paes Leme, médico, Instituto do Coração Edson Saad (ICES/UFRJ), e Bernardo Massière, membro da SBACV-RJ.

A terceira mesa-redonda debateu o tema “A multidisciplinaridade na segurança do paciente na Cirurgia Vascular”, que teve como moderadores Rosimary Terezinha de Almeida, engenheira biomédica, da COPPE/UFRJ; e o Dr. Arthur Abib, médico anestesiologista, da Rede D’Or São Luiz; e Dr. João Sahagoff Gomes, Diretor Científico da SBACV-RJ. As palestras foram “A importância do engajamento do médico na segurança do paciente. O médico como segunda vítima nos eventos adversos”, pela Dra. Maria de Lourdes Moura, da Secretaria de Estado de Saúde do RJ, da ENSP/Fiocruz; “Os riscos envolvidos no processo de uso de medicamentos. Como evitá-los?”, pelo farmacêutico Cássio Maia Pessanha, do Hospital Federal Cardoso Fontes; “Controle de qualidade em Cirurgia Cardiovascular – Um paradigma a ser atingido”, pelo Dr. Henrique Murad, membro do CBC; e “A experiência do Incor em qualidade e segurança na prática clínica​​​”, pelo Dr. Fabio Biscegli Jatene, da Faculdade de Medicina da USP.

Os participantes do painel final foram os Drs. Carlos Aibar Remón, Victor Grabois, Angela Maria Eugenio e Arno von Ristow.

Após o simpósio, foi realizado um almoço de confraternização.