SBACV-RJ

Artigos

Malformação arteriovenosa e a artéria cervical transversa

Clovis Bordini Racy Filho – Ecografista vascular SBACV-RJ. Manuel Julio Cota Janeiro – Especialista em Cirurgia Vascular pela SBACV/AMB; Ex-presidente da SBAVC-RJ; Diretor da Clínica do Aparelho Circulatório do Rio de Janeiro, RJ.

Paciente de 25 anos, sexo feminino, encaminhada para avaliação esclarecedora sobre formação levemente abaulada e hiperpigmentada na região toracocervical posterior direita.

A avaliação venosa não demonstrou trombose e/ou alteração importante do fluxo.

O tronco braquiocefálico e a artéria subclávia direita apresentam aspecto e fluxo normais, com padrão espectral trifásico.

Entretanto, o tronco tireocervical e a artéria cervical transversa direita apresentam-se com calibre aumentado e alteração espectral importante em relação aos vasos homólogos contralaterais, sendo obtidas curvas de velocidades elevadas e redução significativa da resistência.

O aspecto ultrassonográfico no local da lesão evidencia espessura aumentada do tecido celular subcutâneo, e delimitação menos clara dos planos anatômicos, à comparação contralateral.

Ao Eco-Color Doppler regional são identificados pequenos vasos tortuosos, porém com hiperfluxo de padrão arterial e baixa resistência, sugerindo microfistulas arteriovenosas.