SBACV-RJ

Dia Mundial da Saúde: recuo da pandemia não pode afastar população dos consultórios

Presidente da SBACV-RJ ressalta a importância do diagnóstico precoce para prevenir doenças que podem ser fatais

Nesta quinta (7), é comemorado o Dia Mundial da Saúde, em referência à fundação da Organização Mundial da Saúde nesta data, em 1948. O objetivo do dia é conscientizar a população sobre a qualidade de vida e os cuidados com o próprio corpo. Em 2022, o dia chega em um momento em que pandemia do coronavírus, graças ao avanço da vacinação, recua, com uma média móvel de mortes por dia pela doença abaixo de 200 pessoas no Brasil.
Em 2021, nesta mesma época, a média móvel mostrava 2.500 por dia.

O momento menos perverso da pandemia, porém, não minimiza a necessidade de tratamento de outras doenças. Muito pelo contrário. Para o presidente da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular do Rio de Janeiro (SBACV-RJ), o cirurgião angiologista Almar Bastos, a população deve estar sempre atenta e buscar acompanhamento médico preventivo:

“Diversas doenças podem ser evitadas com exames preventivos. Por exemplo: o diagnóstico de aumento das taxas de gorduras no sangue, se tratado precocemente, pode evitar um futuro entupimento de uma artéria coronária e assim evitar um infarto agudo do miocárdio. O mesmo se aplica ao AVC ou derrame. A realização de colonoscopias (exame que examina o intestino grosso) pode diagnosticar lesões pré-cancerígenas que, se não retiradas, fatalmente evoluiriam para um câncer de intestino”, exemplifica.

O angiologista também explica que pessoas com comorbidades, sedentárias, com sobrepeso e com mais de 60 anos precisam ligar ainda mais o alerta. Mas, mesmo para jovens e atletas, é recomendável fazer exames em intervalos entre seis meses e um ano.

Além de exames clínicos, Almar ressalta a importância de uma rotina saudável, com a prática de exercícios, boa alimentação e preocupação com o excesso de peso. “Essa rotina certamente reduz os índices de infarto e AVC, que atualmente lideram as causas de mortes no país”, explica.

Fonte: https://eurio.com.br/noticia/33409/dia-mundial-da-saude-recuo-da-pandemia-nao-pode-afastar-populacao-dos-consultorios.html