SBACV-RJ

Revistas

Edição Julho – Agosto (nº IV, 2010)

Editorial

O atual número da nossa Revista apresenta, na seção Imagem Vascular, figuras belíssimas de eco color Doppler da Síndrome do Quebra-Nozes. Esta curiosa Síndrome ocorre devido a uma configuração anatômica alterada, que produz uma compressão na veia renal esquerda pela artéria mesentérica superior contra a aorta. Isto leva à formação de hipertensão na veia renal esquerda, podendo se manifestar com dor lombar e hematúria. O aumento da pressão venosa provoca o desenvolvimento de colaterais venosos lombares, aumento da veia gonadal com aparecimento de fluxo retrógado. Com o fluxo retrógado, teremos a formação de varicocele esquerda e sintomas de congestão pélvica. Na apresentação, vemos imagens da Síndrome do Quebra-Nozes anterior (compressão pela artéria mesentérica superior) e da Síndrome do Quebra-Nozes posterior (quando a veia renal apresenta curso retro-aórtico e consequente compressão entre a coluna vertebral e a aorta). Sem dúvida, com o desenvolvimento dos aparelhos de imagem, teremos possibilidade cada vez maior de diagnosticar esta síndrome e propor medidas terapêuticas adequadas para cada caso.

Artigos

Correção de Dissecção Aórtica Crônica Complicada Através do Falso Lúmen

Resumo

Marcelo Martins da V. Ferreira1, Rodrigo Soares Cunha1, Luis Fernando  D. Capotorto1 e Diego Mundim da V. Ferreira1 1 -Departamento de cirurgia vascular e endovascular – Serviço Integrado de Técnicas...