SBACV-RJ

Revistas

Edição Maio – Junho (nº III, 2010)

Editorial

Prezados colegas, nesta edição, a nossa Revista apresenta um relato de caso de úlcera aórtica com perfuração. Com o crescente avanço dos métodos de imagem, poderemos diagnosticar cada vez mais não só a úlcera penetrante de aorta como o hematoma intramural. A úlcera penetrante de aorta foi descrita pela primeira vez em 1934 por Shennan e caracterizada mais completamente em 1986 por Stanson. Trata-se de lesão composta por placa aterosclerótica que se ulcera, desorganizando a lamina elástica interna, com capacidade de penetrar até a adventícia e romper. Ela é mais comum no terço médio e distal da aorta torácica. No caso apresentado pelos autores, de maneira mais incomum, ela se localiza na aorta abdominal. A importância do conhecimento desta patologia se deve ao fato do risco de morte por hemorragia ou pela presença de dor crônica.

Artigos

Planejamento e padronização do tratamento das telangiectasias complexas

Resumo

*Dr. Daniel Autran Burlier Drummond1, Dr. Leonardo Stambowsky1. Cirurgião Vascular – Especialista em Cirurgia Vascular, Cirurgia Endovascular e Radiologia Intervencionista pela SBACV-AMB Polo Vascular – RJ Paciente M.D.D.C, sexo feminino,...