SBACV-RJ

Tulio Gadêlha descobre trombose após viagem de férias; entenda a doença

Neta terça-feira (27), o namorado de Fátima Bernardes e deputado federal eleito Túlio Gadêlha revelou em sua conta no Instagram que está com trombose.

Gadêlha já vinha sentindo fortes dores nas pernas e, depois de acompanhar o pai em uma cirurgia, resolveu investigar o problema. Para a surpresa do deputado, o que parecia ser apenas uma dor muscular foi diagnosticado como trombose nas fibulares (veias localizadas nas panturrilhas) após uma viagem de férias pela Europa.

A trombose é a formação de um coágulo dentro de uma veia ou artéria, que
interrompe a circulação do sangue, provocando inchaço, dor e vermelhidão nos membros inferiores –se esses sintomas persistirem após uma viagem longa, procure um médico rapidamente. Embora o distúrbio seja mais comum em mulheres, ele também acomete homens, assim como o político. Outro fator que favorece o aparecimento da doença são as viagens de avião.

Segundo Breno Caiafa, presidente da SBACV-RJ (Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular do Rio de Janeiro), apesar da viagem pela Europa ter sido com muito frio e caminhadas, o principal fator que ocasionou o problema, foi a viagem com muitas horas na mesma posição.

“O sistema circulatório (coração e vasos sanguíneos) precisa da movimentação para se manter bem condicionado. Esse é um dos itens mais importantes para fazer o corpo funcionar corretamente”, explica.

Em voos de longa duração é comum movimentarmos pouco os membros inferiores. Com a perna estática e para baixo, a pessoa não estimula a musculatura da panturrilha –que ajuda a bombear o sangue das pernas de volta para o coração. Assim, pode ocorrer a formação do coágulo. Por isso é fundamental beber muita água, além de levantar diversas vezes durante a viagem de avião.

Tem tratamento?

O ideal é tratar e identificar rapidamente a trombose. Mas muitos casos são assintomáticos, como explica Caiafa. As medicações anticoagulantes são as mais indicadas para dar vazão aos coágulos.

Além disso, inclua em sua rotina hábitos que facilitam a circulação como exercícios físicos e uma boa alimentação. Parar de fumar e evitar o excesso de bebidas alcoólicas também ajudam a combater a doença.